Sobre

Um blogue para sérias discussões acerca do mundo que nos cerca.

Klaus die Weizerbüken:

Ateu, cético, racionalista, livre-pensador, materialista, naturalista, realista, positivista, hedonista, científico, prático, objetivo e sincero. Fuja enquanto há tempo.

– Local de nascimento: Köln, Nordrhein-Westfalen, Kreisfreie Stadt, Deutschland
– Idade: muito jovem para escrever as coisas que escrevo
– Estado civil: livre para voar
– Tendências sócio-político-econômicas: Capitalismo Moderado de Existência (apesar de profunda e sincera simpatia e admiração pelo Comunismo verdadeiro, utópico e impraticável)
– Assuntos de interesse: ateísmo, religião, filosofia, lógica, língua portuguesa, língua inglesa, língua latina, língua francesa, biologia, história, geografia, política, economia, química, física, matemática, música erudita, autores e obras consagrados, teorias/teoremas… Proposições diversas e diálogos construtivos em geral.


4 Respostas to “Sobre”

  1. Bom mesmo esse blog, tem varias coisas que podemos com ele compreender e ativar.No entanto, todo estamos vivendo em um paradigma globalizado, e estou aqui deixando a minha opinião a tosa os que estão interesados a ler, e reeler.
    Bom, um abraço a todos vc’s.

    • Muito agradecido, sinto-me honrado com vossa excelência comentando em meu humilde Blogue.

  2. Por outro lado, o desafiador cenário globalizado afeta positivamente a correta previsão das condições financeiras e administrativas exigidas. As experiências acumuladas demonstram que a contínua expansão de nossa atividade agrega valor ao estabelecimento dos índices pretendidos. Assim mesmo, a complexidade dos estudos efetuados facilita a criação dos procedimentos normalmente adotados. Podemos já vislumbrar o modo pelo qual a consulta aos diversos militantes pode nos levar a considerar a reestruturação do impacto na agilidade decisória.

    O incentivo ao avanço tecnológico, assim como o comprometimento entre as equipes exige a precisão e a definição do orçamento setorial. A nível organizacional, o surgimento do comércio virtual prepara-nos para enfrentar situações atípicas decorrentes do processo de comunicação como um todo. É claro que a necessidade de renovação processual possibilita uma melhor visão global dos conhecimentos estratégicos para atingir a excelência. Gostaria de enfatizar que a valorização de fatores subjetivos oferece uma interessante oportunidade para verificação de alternativas às soluções ortodoxas.

    Ainda assim, existem dúvidas a respeito de como o julgamento imparcial das eventualidades assume importantes posições no estabelecimento do investimento em reciclagem técnica. Caros amigos, a percepção das dificuldades faz parte de um processo de gerenciamento dos níveis de motivação departamental.

  3. Amigos de PARADIGMA GLOBALIZADO: ver, no Google, os 177 tweets do Twitter @DeusesCiencias: É muito fácil provar que deuses (quaisquer deuses e deusas) nunca existiram. Jamais existiram: Brahma, Buda, Deus, Ganesh, Krishna, Oxalá, Shiva, Tupã, Vishnu, Cristo. As principais provas da inexistência de quaisquer deuses (há muitas outras provas) são:
    – humanos espertos já inventaram milhares de deuses em todos os cantos da Terra. Quase todos eles já foram esquecidos !! Exemplos de deuses mortos: Afrodite, Atena, Cronos, Hades, Hera, Júpiter, Marte, Posseidon, etc.
    – há pessoas tão inteligentes como nós na Índia, Japão, China, África, Europa, Américas, que acreditam em deuses completamente diferentes uns dos outros. Na Índia, por exemplo, acreditam nos deuses Brahma, Ganesh, Krishna, etc., e acham engraçado um deus de cabelos e barba brancos, de roupão ou vestido também branco, sentado nas nuvens congeladas !!
    – há 3 ou 2 mil anos, o judaísmo e o cristianismo inventaram um deus que estaria bem longe de nós, em nuvens de algodão, macias e confortáveis. Ninguém podia ir lá no céu, nas alturas, porque o avião só foi inventado no ano de 1906. Há mais de 100 anos, milhões de aviões atravessam todas as nuvens e os pilotos e passageiros não conseguem ver nenhum sinal de quaisquer deuses “atuais” ou “falecidos”;
    – prova muito importante e definitiva da inexistência de deuses: reunir 11 líderes religiosos inteligentes, cada um representando um deus diferente, para escolherem apenas um deus supostamente verdadeiro. Cada um garantirá que o seu é o deus verdadeiro !! Jamais chegarão a uma conclusão ou acordo!! Não sejamos pretensiosos e recordemos que não somos mais inteligentes do que indianos, japoneses, chineses, etc. Esqueçamos a crença tola de que o nosso deus ou nossos deuses são verdadeiros, e que os deles são falsos.
    – nenhum deus todo poderoso é capaz de impedir todas as tragédias da natureza que matam ou deixam aleijados milhões de humanos e de outros animais. Secas intensas, incêndios, inundações, terremotos, tsunâmis, …, liquidam milhões de seres vivos, e os inventados deuses, impotentes e inexistentes, nada podem fazer mesmo que a vida de uma criança dependa de um único gesto de tais entidades fantasmas ou deuses !!
    – da mesma forma, os deuses inventados por homens espertos jamais conseguirão evitar as tragédias representadas por centenas de doenças diferentes ou por atos cruéis de seres humanos ou animais: milhares de guerras ao longo da história, assassinatos em geral, estupros de criancinhas que são mortas ou ficam aleijadas, atropelamentos, agressões físicas, inclusive contra mulheres e crianças, etc.
    – se existisse algum deus, ele não seria capaz de resolver nem mesmo todos os problemas de uma pequena família !! Muito menos daria conta de solucionar todos os problemas de um bairro, ou de uma cidade, ou de um país, ou todos os problemas de 7 bilhões de humanos.
    – deuses, inexistentes, não conseguem cuidar nem do infinitamente pequeno planeta Terra. Conseguiriam cuidar do Sol, dentro do qual cabem 1.300.000 (um milhão e trezentas mil) Terras ?? Não dando conta de zelar pelos moradores de uma rua apenas, seriam capazes de administrar 70 SEXTILHÕES de estrelas ou sóis menores ou milhões de vezes maiores que a nossa estrela Sol ?? Conseguiriam viajar de avião a 800 km por hora, sem parar, durante 144 trilhões de anos, para atravessar todo o Universo ??
    – o Universo existe há 13,7 bilhões de anos, o Sol e a Terra são muito mais novos (4,5 bilhões de anos), os homens macacos surgiram recentemente há +- 7 milhões de anos, e o homem moderno só existe há +- 150 mil anos. Muito tempo depois, há apenas 3 mil anos ou menos, é que os homens inventaram milhares de deuses.
    – a escrita só foi inventada há +- 5 mil anos e os livros religiosos (alcorão, bíblia, mahabarata, ramayanas, sunnah, torá, etc) são muito mais novos. Conclusão muito fácil: DEUSES E DEUSAS, QUAISQUER DEUSES, NUNCA EXISTIRAM !!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: