RJ será oficialmente evangélico

Diretamente do Rio de Janeiro para a Agência T2, São Paulo.

marcelo-crivella-novo-prefeito-do-rio-de-janeiro

Marcelo Crivella, prefeito eleito do Rio de Janeiro (foto: Agência Senado)

A cidade do Rio elegeu hoje como prefeito Marcelo Crivella, o candidato mais abertamente evangélico da história recente. Sobrinho de Edir Macedo e bispo da Igreja Universal, Crivella comemorou a vitória com a família e divulgou há pouco uma nota à imprensa onde ressaltou seu compromisso com toda a comunidade evangélica presente no município.

As promessas à comunidade garantem uma total reestruturação do Rio de Janeiro para atender às exigências das Escrituras. Segundo Crivella, a cidade esquecerá seu passado de lascívia e imoralidade e passará a ser um exemplo de cristandade para todo o mundo. A primeira medida a ser implementada será o estabelecimento de normas de conduta para as mulheres. Crivella anunciou a criação da Comissão de Regeneração Espiritual da Mulher Temente ao Evangelho Sagrado (CREMTES), uma entidade reguladora que terá como principal objetivo assegurar que as esposas sejam subservientes a seus maridos, de acordo com a lei mosaica velho-testamentista, e se vistam com pudor, para que possam ser respeitadas pela sociedade e puras aos olhos de Deus. Atualmente, a Comissão ainda debate para chegar a um consenso sobre algumas disposições, como o comprimento ideal do cabelo, o tipo de saia permitido e a proibição da depilação.

Em nota oficial, o partido de Crivella confirmou que algumas medidas serão tomadas para divulgar a nova identidade do município, entre elas a adoção de um novo slogan: a partir de 2017, a frase “O Rio é do Senhor Jesus Cristo” constará na bandeira da cidade. E por falar no Cordeiro de Deus, uma medida drástica anunciada hoje causou polêmica a nível internacional e revoltou grande parte da população católica: Crivella confirmou os boatos de que a estátua do Cristo Redentor será destruída, mas a data ainda não foi definida. O embasamento para a decisão, segundo a assessoria do prefeito eleito, é o art. 2º da Lei de Moisés, como descrita no Decálogo: “Não farás para ti nenhum ídolo, nenhuma imagem esculpida (…)”.

A eleição de um evangélico praticante para o mais alto cargo administrativo do município pode acarretar uma aprovação sem precedentes de projetos de lei de cunho pentecostal. O PL que prevê a redução da sentença dos presidiários que se converterem ao pentecostalismo, bem como a soltura daqueles que já professam essa fé, caminha a passos largos na câmara do Rio, atualmente composta majoritariamente por políticos ligados à Assembleia de Deus e à IURD, e poderá ser aprovado ainda no primeiro mês de governo. Autoridades jurídicas demonstraram seu repúdio ao PL alegando que se trata de uma manobra política para libertar Eduardo Cunha, evangélico recém-encarcerado após investigações da Lava Jato, mas Crivella respondeu às objeções dizendo que “Cunha é amigo de longa data e excelente pessoa. Um homem de Deus como ele não pode ser desperdiçado numa cela, independentemente de quanto tenha roubado e movimentado em suas contas na Suíça. Temos grandes planos para ele em nosso governo”.

Esta última declaração de Crivella levou alguns a questionarem se Cunha será o encarregado de chefiar a JEOVAH – Junta Evangélica Opressora contra a Viralização de Atos Heréticos, órgão público que será responsável pela censura de tudo que for considerado prejudicial ou desrespeitoso à religião cristã, em especial às denominações evangélicas. Comediantes e humoristas renomados, incluindo toda a equipe do Porta dos Fundos, já demonstraram sua preocupação e planejam se reunir para discutir o que pode ser feito.

Crivella terminou sua nota à imprensa lembrando que 2017 verá algumas mudanças fiscais e tributárias no município. No primeiro semestre, será implantado um novo imposto: todos os habitantes terão de ceder 10% de seus salários à prefeitura. Na redes sociais, a taxação considerada por muitos como abusiva ficou conhecida como “dízimo compulsório”. A justificativa foi de que essa módica porcentagem ajudará na construção e manutenção de novos centros de adoração e espaços de culto. Por outro lado, igrejas e templos terão todas as suas dívidas perdoadas pela administração pública e serão isentas de qualquer tipo de cobrança, inclusive contas de água, eletricidade e mesmo o IPVA de veículos pertencentes a membros dessas instituições religiosas. A nota faz questão de ressaltar, com letras vermelhas em caixa alta, negrito, itálico e sublinhadas, que tais medidas só se aplicarão a entidades evangélicas.

Crivella garantiu que as medidas anunciadas são para o bem de todos. “Anotem minhas palavras: em pouco tempo, o Rio será uma cidade mais pacífica, segura, honesta e harmoniosa. A Palavra de Deus tem poder. Haja sobre nossa humilde morada, Pai, e transforme nossa terra no novo Éden. Fiquem com a Paz de Cristo, irmãos !”, finalizou o novo prefeito da Cidade Maravilhosa.

 

© 30 de Outubro de 2016, por Klaus die Weizerbüken. Cópia permitida mediante crédito ao autor e ligação ao blogue. Note que a notícia acima é fictícia e foi escrita com propósitos cômicos. Qualquer relação com a realidade, exceto os nomes citados, é mera coincidência.

Anúncios

~ por Klaus die Weizerbüken em 30/10/2016.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: