Males Contemporâneos

       Outro dia, um velho amigo, dos tempos do ribeirão de Tatuí, chegou com um papo estranho; disse-me, afoito e para minha tristeza, que haviam descoberto uma nova doença, perigosíssima. A primeira coisa que veio à minha cabeça foi “mais uma doença ? Já não há suficiente ??”. E, realmente, a última coisa da qual precisamos agora é mais uma doença, ainda mais tão terrível quanto dizem que essa é. Contou-me ele que foi descoberta há mais de década, mas só agora foi revelada sua existência para não causar muito alarde, uma vez que agora os cientistas já descobriram todos os sintomas e estão compreendendo um pouco melhor essa neopatologia (mesmo que lentamente).

       Esteja você preparado para saber ou não, aí vai o que ouvi sobre ela: dizem que é letal; aquele que contrai essa doença tem, quase que literalmente, os dias contados (mesmo porque, ainda levará anos para se encontrar uma cura, se é que isso será possível). Entre os temidos sintomas e sinais, estão: dores por todo o corpo, cansaço extremo (que os médicos gostam de chamar de “fadiga crônica”), artrite, artrose, osteoporose, dificuldade de locomoção (por conta dos citados anteriormente), falta de ar (insuficiência respiratória, diriam os “doutores”), fraqueza, impotência, atrofia muscular, desequilíbrio hormonal, severos problemas de memória, danos cognitivos, distúrbios do sono, alterações no sistema nervoso central, perda de cabelo (e, às vezes, outros pêlos do corpo), torcicolo, escoliose, lordose, irritação da córnea (causando vermelhidão), irritação das vias aéreas (gerando uma tosse intensa), olheira, bruxismo, sudorese excessiva, gastrite, azia, tiques, ganho absurdo de peso, variações bruscas de pressão corpórea, taquicardia (podendo levar a um ataque cardíaco !), cefaléia (a popular “dor de cabeça”) e, indiretamente, vários tipos de irregularidades celulares (sim, o tal de “câncer”). E, como se tudo isso já não fosse uma bomba para nosso corpo, não pára por aí: além de físicos, também há sintomas psicológicos. Conta-se que os piores são perda da habilidade de se concentrar, redução da capacidade de terminar o que já começamos, impaciência exacerbada e sem explicação, ansiedade extrema e injustificada, raciocínio difuso, estresse, depressão profunda, perda de vontade de viver, embotamento, despersonalização, paranóia e síndrome do pânico.

       Posso não ter feito oito anos de medicina, mas deduzo que seja perigoso ! Também não quero assustar ninguém, mas comenta-se que isso é só o começo. No total, parece-me que são mais de 50 sintomas, mentais e físicos. Você pode até dizer que sempre há boatos (e, de fato, eles acabam por aumentar tudo e exagerar o que nem sempre é tão complicado), mas, dessa vez, por incrível que pareça, há comprovações científicas de tudo isso. E, sem querer dar piores notícias, mas já dando, tem também outros grandes fatores que tornam essa patologia uma das mais mortais e receadas da história: não se sabe se uma pessoa tem ou não a enfermidade até o momento em que ela começa a se manifestar. Prevenção ? Não existe… Como disse, os cientistas ainda estão tentando entender o comportamento dessa peculiar moléstia, mas estão “apanhando” há anos. Quem sabe uma vacina contra ela daqui a algumas décadas ? Por enquanto, é só “quem sabe” mesmo, já que não se conhece o meio de propagação desse mal (ar, água, solo…) nem que tipo de ser o causa (bactéria, vírus, fungo…), tampouco o agente transmissor (mosquito, mosca, barata, rato…).

       Não que eu seja hipocondríaco, mas… isso tudo muito me preocupa… Meu amigo, apesar de portador da má notícia, parecia alheio a todo esse zum-zum-zum, um alienado social, mas eu estou é aterrorizado ! Será que o governo nos contará as verdades por trás disso ? E se houver uma epidemia ? E se houver uma pandemia ?? Será que já é tarde para procurarmos a cura ? Será que já há mais pessoas infectadas do que pensamos ?? Será que nós mesmos já temos a tal doença e não sabemos ??

       Bem… talvez eu esteja exagerando um pouco, talvez não, quem dirá ? O fato é que… tenho quase certeza de que já senti vários desses sintomas divulgados. Meu amigo também garante que já teve alguns, ainda que não esteja muito preocupado. Mas… deixe pra lá. Torçamos para que ela não nos acometa !

       Ah, o nome da doença ?? Puxa, já ia me esquecendo ! Os especialistas a chamam de “Século 21”.

 

© 12 de Maio de 2012; correções posteriores, alterações e adições ao longo desse ano e em 26/27/28 de Agosto de 2013, por Klaus die Weizerbüken (a cópia não-autorizada deste texto pode resultar em pena de morte).

Anúncios

~ por Klaus die Weizerbüken em 13/05/2012.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: