A Lady Enaltecida

Ao revirar meus antigos artefatos (nem tão antigos assim), encontrei passagens de bons e maus tempos. Referências a muitas coisas, inclusive a 4 garotos longínquos por quem tinha e ainda tenho afeto. Relembrei coisas até então apagadas de minha memória ou escondidas em minha mente por contra-vontade. Essas coisas todas, ali, frente a mim. Por que justo agora ? Não sei. Entretanto, vieram em boa hora. Porque me fizeram lembrar de Você. Fizeram-me lembrar dos tempos em que eu não era nada, mas você era Lady. Conhecemo-nos de um jeito estranho, surreal, um dia antes de meu aniversário. Naquele aniversário não deveria comemorar só meus 15 anos, mas também o ganho de uma amiga que me acompanharia por longas datas, noites adentro.

Fisicamente, é mais velha em 1 ano. Mas, mentalmente, você me deixou bem para trás. Na época era só um garoto que entendia nada de nada. Você, já uma moça experiente e muito avançada da mente. Ensinou-me coisas que não entendia na época, e hoje vejo que sua sabedoria e experiência me foram de grande ajuda. Estava certa quando disse que meu amor era burrice. Estava certa quando disse pra não me preocupar com aquilo. Estava certa quando disse que eu estava errado. Estava certa sobre as cousas da vida, minha querida.

Meu interesse por você logo cresceu. A emoção de vê-la e tocá-la foi imensa. Pobre de mim, que não fiz o que deveria ter feito. Não sei se a decepcionei, mas como sempre tivemos uma relação muito aberta, cri que podia falar sobre tudo isso com você. Não me arrependo e aposto que você também não, se bem a conheço. E como foi bom conhecer você ! Não haveria outra que me fizesse tão bem como você me fez ! Aposto que sabe disso também. Falei-lhe várias vezes. Eu a amava. Daquele meu jeito, você sabe, mas amava. Te amo (nbs) ! Lembra ?

Hoje vejo que, sem você, aqueles tempos seriam muito mais difíceis, até impossíveis. Na seguinte maré de azar, você estava lá de novo, mesmo que um pouco mais ausente. Mas estava lá, e, mais uma vez, ajudou-me. Fez-me sentir melhor quando precisei. Agradeço, querida.

É, quantas lembranças de 2 anos de convivência. Hoje está mais ausente, mas admito mea culpa. Fazer o quê ? São coisas do tempo, coisas da vida. Ela quis assim. Talvez um dia voltemos a ser um só como éramos. Tão unidos. Tão amigos. Sinto saudade. Sinto sua falta, Lady Ale…

 

© 1 de Setembro de 2009, por Klaus die Weizerbüken (a cópia não-autorizada deste texto pode resultar em pena de morte)

Anúncios

~ por Klaus die Weizerbüken em 28/09/2009.

3 Respostas to “A Lady Enaltecida”

  1. eu perguntei se podia comentar mais a verdade é que to totalmente sem palabras, a verdade é que lembro constantemente de vc mais vc se excluiu da sociedade…fazer o que. Saudades imensas tambem
    beijo Lady ale.

  2. Nossa cara, isso foi profundo demais, faz me lembrar do meu próprio passado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: