Ah… A 1ª Vez…

Ainda me lembro bem daquele dia. Seria minha primeira vez… Meu pai olhou fundo em meus olhos e disse “Vá e faça, meu filho. Você já tem idade suficiente para isso”. Ainda acho que naquele tempo eu era apenas um garoto e não entendia bem das coisas, mas fui. Entrei naquele cômodo mal iluminado. Passei os olhos rapidamente pelo local e logo a vi. Ela estava lá, pronta. Já eu estava bem inseguro, minhas pernas tremiam. Aproximei-me. Coloquei-a na posição que meu pai havia me ensinado e tomei meu posto. Comecei a fazê-lo, meio desajeitado, mas acho que estava dando certo. Ela fez um som estranho, pareceu-me um gemido. Continuei. Naquela época, só conseguia pensar naquilo; era um de meus objetivos na vida. Tinha que fazer aquilo, afinal, era um homem, e é isso que eles fazem, não é ?

Não me lembro de tudo que ocorreu naquele dia, pois a emoção era tamanha; contudo, nunca hei de me esquecer da cena vindoura: peguei aquele negócio longo e grosso e comecei a fazer um movimento de fricção, vai e volta. Estava nervoso, até hoje não sei se fiz aquilo da forma correta. Lembro-me vividamente, entretanto, de ouvi-la gemer e, alguns segundos depois, um líquido branco melado esparramou-se por toda a área ao redor. A cara que ela fez foi muito engraçada, e a minha, mais ainda. Foi isso; minha missão estava cumprida.

É, meus amigos… Nunca me esquecerei da primeira vez em que tirei leite de uma vaca…

 

10 de Julho de 2009, com pequenas correções em 24 de Maio de 2012; piada adaptada por Klaus die Weizerbüken (a cópia não autorizada deste texto pode resultar em pena de morte)

Anúncios

~ por Klaus die Weizerbüken em 10/07/2009.

5 Respostas to “Ah… A 1ª Vez…”

  1. risadasamil. :’D

  2. Excelentissímo amigo e magister Klaus, esse poster é bem engrassado, mas um pouco óbvio.

    Um grande abraço no seu coração e espero que continue me surpreendendo com seus posters

  3. Muito bom o texto Magister Klaus, tudo indica ao que uma mente maliciosa pensaria nas duas primeiras linhas, contudo apenas retratava a tarefa mais singela da vida do campo, extrair leite das glândulas mamárias de um ser ruminante.
    Um abraço de seu Colega leitor

    • Meu caro ! Que alegria é poder reencontrá-lo neste humilde blogue, após tanto tempo ! Suas palavras foram muito sábias e sintetizaram todo o ideal por trás da piada ! Seja sempre bem-vindo “por essas bandas”… apareça mais por aqui ! Um cordial abraço !

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: