Teorias práticas para o sustento individual aceitável – Parte 1

Olá. Voltando ao propósito inicial deste endereço eletrônico da rede mundial de computadores, hoje me pronuncio a respeito das políticas internacionais de controle de imigração. É algo global, que, querendo ou não, afeta a sua pessoa. Há alguns anos, podíamos ir à padaria do Manuel e dizer “vê-me um pãozinho, sim ?”. Atualmente, devido à já mencionada dita cuja, isso não é mais possível. Pelo menos se as nações poderosas se preocupassem com as menos favorecidas… mas NÃO. Com toda essa situação, cenas peculiares, para não dizer pitorescas, são vistas all over the world. Cobradores impiedosos aproveitam-se para postergar as declarações que devem, enquanto amordaçam, mordem e mastigam lentamente seus devedores. Qual a finalidade disso ? Criar uma relação simbiótica de negociatas explícitas ? Creio que não. Tudo é feito às escuras. O Sistema toma medidas brandas, que não solucionam as questões incessantes. Precisávamos de esclarecimentos, uma luz ebúrnea a brilhar no fim do túnel. Enquanto não ocorre, não há motivo para desespero, embora não é pra tanto de se ficar tranqüilizado. O mais sábio seria prosseguir almejando algo melhor. Reflita.

© Maio de 2009 por Klaus die Weizerbüken (a cópia não-autorizada deste texto pode resultar em pena de morte)

Anúncios

~ por Klaus die Weizerbüken em 28/05/2009.

4 Respostas to “Teorias práticas para o sustento individual aceitável – Parte 1”

  1. Estava-me eu mesmo, me auto-refletindo-me, quando pensei comigo mesmo que devemos pensar juntos.

  2. Muito bom, muito bom.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: