Medidas sobre sistemas pioneiros deveriam ter alta responsabilidade administrativa

Boa tarde, companheiros. Hoje venho agora por meio deste discutir sobre a falta de recursos e verbas indenizatórias criadas como extensões visionárias do governo atual. É do conhecimento de todos que, já há muito tempo, estamos caminhando lentamente, passo a passo, para a estrada da glória, alcançada somente com ordem e progresso. Se um dia chegaremos, não é de nosso conhecimento, mas, se um dia conseguirmos atingir a meta proposta, qual seria o resumo da ópera ? Não podemos nos esquecer de jeito nenhum que mais vale um pássaro na mão que dois voando. E os nossos governantes ? Eles se propõem a nos dar melhores condições vitais para o convívio ? Acho que não. Todos ouviram a declaração infame do então prestigiado político que se dizia santo, mas, depois dos escândalos ocorridos, a tendência mundial corporativista caiu muito. Isso influi num resultado dinâmico que vem sendo analisado há muito tempo. Como conseqüência, houve o acréscimo de novos rumos no mercado de trabalho. Aquele que, hoje, pensa em fazer investimentos em bolsas desvalorizadas provavelmente não sabe dos riscos que corre ao abrir mão de poderes tão valorizados hoje em dia, ainda que supérfluos. Porém, se esse é o risco a ser corrido, há de haver uma compensação, afinal, ninguém é de ferro. Isso nos remete vagamente à lembrança de tempos passados em que as políticas mercantilistas ainda não tinham a organização que se tem hoje. Naqueles tempos, a inflação era demasiada, e, com isso, os patrões lucravam deveras em cima de pobres mercadores. Pois é; a história se repete. Vemos a mesma cena nestes nossos tempos: os juízes dos Supremos dizem que a pena deve ser de no máximo 15 anos e com regalias presidiárias. Apesar de corretos em alguns pontos, não é de se estranhar que eles não tenham levado em consideração as arbitrariedades cometidas pelos tais marginais, aqueles mesmos às margens desta sociedade atual. Por motivos de grande necessidade, ou mesmo por motivos fúteis, a idéia, para eles, é de que o crime compensa. Mas compensa em que sentido vital ? A fim de pôr um fim à marginalidade, novas instituições deveriam ser criadas, e os mesmos não poderiam ter uma participação social tão ativa. Isso mesmo: deveriam ser privados desses direitos, absterem-se total e completamente em retenção carcerária. Representantes da vox populi não podem ser escolhidos a esmo. Justiça seja feita.

© Maio de 2009 por Klaus die Weizerbüken (a cópia não-autorizada deste texto pode resultar em pena de morte)

Anúncios

~ por Klaus die Weizerbüken em 26/05/2009.

3 Respostas to “Medidas sobre sistemas pioneiros deveriam ter alta responsabilidade administrativa”

  1. Evidentemente, a necessidade de renovação processual representa uma abertura para a melhoria das condições financeiras e administrativas exigidas. No mundo atual, o novo modelo estrutural aqui preconizado faz parte de um processo de gerenciamento do processo de comunicação como um todo.

  2. Não poderia ter se expressado de forma melhor, parabéns e obrigado !

  3. Eh, eu sei! .. ;]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: