Frases – Escolha entre Esquerda e Direita no espectro político

•14/08/2017 • Deixe um Comentário

Se eu fosse absolutamente obrigado a escolher entre a esquerda e a direita, escolheria uma Smith & Wesson .38. (14/08/17)

© 14 de Agosto de 2017, por Klaus die Weizerbüken. Cópia permitida mediante crédito ao autor e ligação ao blogue.

Causa Mortis

•26/07/2017 • Deixe um Comentário

O outdoor me diz que estou perdendo tempo;
tenho que comprar uma Honda.
O panfleto pede meu voto prometendo
melhoras a todos, menos a mim.
O jornal informa informações
que já vi ontem, anteontem e dez anos atrás.
O rádio toca música que não curto e
me convida pra festa regada à álcool
(que não posso perder por nada neste mundo,
pagando a simbólica tarifa de 60 reais
e 40g de massa encefálica).
Os alunos pedem atividades e me xingam
pelas costas porque sou carrasco.
Os professores exigem redações
complexas e gigantes que não vão nem ler.
Enquanto isso, a universidade me cobra
por uma aula que não faço.
O advogado me diz que minha causa está perdida.
O médico diz que minha saúde também.
Por fim, a bula me adverte que o
remédio que tomo pra evitar a morte pode causá-la.
Já consigo até imaginar
o boca-a-boca popular
quando de minha partida:
O coitado morreu de overdose informacional
Com os miolos fritos,
O bolso furado
E o coração vazio.

 

19 de Novembro de 2013

amores vãos

•20/07/2017 • Deixe um Comentário

amores vãos se vão ao vento

 

20 de Outubro de 2011

Abecedário

•28/06/2017 • Deixe um Comentário

Ah – Se pudesse !
Sê – O que quiseres.
Dê – O que lhe sobra.
Ih – Que poema chato…
Ele – Virou outro.
Ó – Vida cruel !
Quê – Não sei.
Erre – Que é preciso na vida.
Esse – Quer ser mais que aquele.
Vê – A beleza do mundo ?

21 de Dezembro de 2011/20 de Julho de 2012

“a garota foi”

•24/06/2017 • Deixe um Comentário

a garota foi
embora,
mas a garoa
continua
lá fora

2 de Outubro de 2014

Dicionário

•30/05/2017 • Deixe um Comentário

Espremi um dicionário

até ficar enxuto;

as palavras que caíram

no papel se amontoaram

na esperança de rimar.

Não faziam sentido nem questão de fazer;

não tinham poesia, não tinham rima,

não tinham graça nem nada;

como este poema.

 

 

11 de Novembro de 2012/14 de Fevereiro e 26 de Agosto de 2013

Ao Tocar Um Violão

•28/05/2017 • Deixe um Comentário

Ao tocar tão diletante

Com seu modo linear

Me apaixono num instante

Só de ouvir você tocar

 

Quando toca a melodia

Ela vem me confortar

É mais clara que o dia

Mais bonita que o luar

 

Por favor, não pare jamais

De fazer o belo som

Que me encanto cada vez mais

Ao ouvir seu lindo dom

 

 

26 de Novembro de 2009/9 de Maio de 2010/20 de Julho de 2012

 
%d bloggers like this: